Reconciliação

Abaixe as malas. Estão pesadas, cheias de culpas que você não precisa carregar. Abaixe as armas. Para onde quer que as aponte, elas só servem para te ferir. Vem aqui e me dá um abraço. É o tempo da nossa reconciliação.


A vida é curta, o caminho é difícil e nossa bagagem precisa ser leve. Há muitos sonhos a conquistar. Há muitos encontros para os quais precisamos nos preparar. Não perca tempo tentando entender o que houve de errado. O passado foi enterrado profundamente, como que a um defunto em estado de putrefação. Você só queria se livrar da dor. Enterrou com ele tesouros que não teve coragem de recolher. Juntou tudo, enfiou no caixão e agora se pergunta onde deixou o riso fácil, onde abandonou a confiança no outro, para que lado foi a meninice?


Tornou-se mulher séria, séria demais. Deixou-me para trás. E correu, veloz. Fugiu de mim, como se eu fosse uma ameaça. Eu não vim para te lacerar. Estou aqui para te mostrar que você foi feliz. Ah, como foi! Você amou e foi amada. Machucou e foi machucada, e isso não invalida as suas lindas histórias de amor. Você viveu intensamente cada momento. Apostou todas as fichas e ganhou! A sua vitória é a experiência, é a própria vida.


Ainda que nada tenha saído conforme imaginado, você não fracassou. Os planos não te couberam. Você se tornou grande demais para a forma padrão que te venderam como ideal. É hora de recusar o molde! Você não precisa se mutilar para se encaixar. Inventa outro talhe que seja no seu formato, só seu. Faça novos planos, consciente de que eles também são marcados pelo tempo e uma hora podem mudar.


Vá em frente! E me permita te acompanhar. Quero rir e te fazer rir! Quero deitar em teu colo e sentir você me acarinhar. Vamos andar de mãos dadas, saltitar! Quero rolar na grama e brincar de encontrar bichinhos nas nuvens como fazíamos quando você era eu.


Se permita me perdoar. Não seja tão dura comigo, contigo. Tudo o que fiz foi sincero e puro. Era o possível naquele momento. Considera que àquela altura o horizonte era mais restrito. Era preciso crescer para enxergar mais longe. Você cresceu. Muito. Mas tenha certeza de que seu olhar não alcança a tudo. Não dá para enxergar com exatidão o que nos aguarda. Ainda bem! Aí está a beleza da vida. Surpreendente. Imprevisível.


Aprende a conviver com a falta de controle, porque o controle é pura ilusão, uma entre tantas outras que já turvaram a sua vista e te impediram de enxergar o real. Recebe de presente o hoje. Faz dele o melhor que puder, aquilo que quiser.


Não se preocupe com o que vem. Por experiência própria, digo: não adianta. Ocupar-se previamente é perder a oportunidade de estar inteira no aqui e no agora. Vem cá, me abraça. Reconcilia comigo, com a sua menina interior. Sigamos unidas para que você nunca mais se perca pelo caminho. O que mais tiver que vir, virá.




82 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo